Sim, completamente legal, uma vez que não existe nenhuma lei no Brasil que proíba a venda de milhas. Apesar dos contratos dos programas de fidelidade afirmarem que as milhas adquiridas por seus usuários são propriedades das empresas administradoras e não do próprio consumidor, é inegável a comercialização das milhas pelos próprios programas de fidelidade através de parcerias comerciais com bancos, empresas parceiras e compra diretamente com a companhia aérea. Os contratos de adesão, que os consumidores concordam quando se filiam as mesmas, não tem valor jurídico, uma vez que não foi amplamente debatido entre as partes, o que coloca o consumidor em desvantagem. Especialmente no Brasil, onde as empresas aéreas criaram um grande mercado de venda de milhas nos últimos anos, é inegável que qualquer tentativa de proibição de comércio, se torna inválido, pois as mesmas foram adquiridas pelo consumidor, e o poder judiciário no país, não acata os termos das empresas aéreas por serem completamente abusivos.

Sempre é vantajoso viajar com milhas?

Não, principalmente em viagens internacionais, classe econômica, quando as empresas oferecem promoções para algumas origens e destinos. Porém, a depender das datas, origem e destino, o compra com milhas pode ser muito vantajosa, em todas as cabines, seja em vôos domésticos ou internacionais

Insento:- ATÉ 24 horas, após a emissão, desde que data viagem seja com mais de 7 dias do dia reserva;
em vôos domésticos, alterações no horário de partida ou chegada, superior a 30 minutos (31 ou mais) – Resolução 400 ANAC
em vôos internacionais, alterações no horário de partida ou chegada, superior a 60 minutos (61 ou mais)Se a data viagem é com menos de 7 dias, quando for emitido, ou cancelamentos entre o segundo e o sétimo dia da compra, nas passagens para voar com mais de 7 dias de antecedência: Não cobramos qualquer taxa de cancelamento, porém as empresas cobram, respaldadas na resolução 400 da ANAC de 2016. Repassamos esses custos aos nossos clientes, pois até o prezado momento, nem Proon, nem Ministério Público, conseguiram reverter essas condições, e as empresas são irredutíveis com relação a cobrança da mesma.

Vôos domésticos:

SMILES: 170 reais por trecho e passageiro
TAM: 150 reais por trecho e passageiro
AZUL: 230 por trecho e por passageiro
AVIANCA: 100 reais antes inicio da viagem e 150 após inicio da viagem

Vôos Internacionais:

SMILES: 250 por passageiro (ida ou ida e volta)
TAM: 200 dólares por passageiro
AZUL: 125 dólares por passageiro e por trecho em classe econômica e 175 dólares por passageiro e por trecho em classe executiva
AVIANCA: 200 dólares por trecho e passageiro

Cancelamentos após 7 dias da reserva, caso não exista alteração em passagens doméstica superiores a 30 minutos e internacionais superiores a 60 minutos, além dos valores cobrados anteriormente, cobramos uma taxa de 10% de serviço, para cobrir gastos administrativos e de reembolso de cartão de crédito

Caso ocorra alteração da malha aérea superior a 30 minutos doméstico e 60 minutos internacional, é possível remarcar, sem custos, em condições definidas pelas empresas aéreas. Caso nenhum vôo seja de interesse do cliente, reembolsamos os valores, sem custos. Observar que em casos de vôos emitidos com parceiras das empresas, as mesmas só remarcam caso exista disponibilidade na mesma classe tarifaria (milhas), na ausência, as únicas opções que elas oferecem são reembolso integral ou passageiro aceitar e voar no vôo que a parceira reacomodou. Em vôos próprios da empresa, cada uma trabalha com uma politica diferente (Azul, por exemplo, aceita alterar vôo mesmo dia ou dia anterior ou posterior).
TAM aceita alterações 7 dias antes ou até 15 dias após a data passagem. SMILES, permite alterar para 3 dias antes e 3 dias após). Essas condições, podem mudar, a critério das empresas aéreas, sem aviso prévio, uma vez que a resolução 400 ANAC, não definiu os prazos que as empresas devem aceitar as remarcações.No caso de remarcações onde não houve mudanças da malha aérea, ou foram inferiores aos limites anteriores, cada empresa cobra um valor de remarcação, além da diferença de tarifa, que será informado ao cliente no momento da solicitação. Caso a conta onde foi emitida a passagem não tenha saldo suficiente, e não seja possível emitir uma nova passagem, em outra conta, não será possível remarcar a passagem, caso os novos vôos sejam mais caros que os emitidos originalmente.

CANCELAMENTOS DEVEM SER FEITOS COM NO MÍNIMO 48 horas do embarque, após isso, valor pago é totalmente não reembolsável

Para vôos domésticos, o nosso site irá fazer a pesquisa para o destino que você deseja viajar, e mostrar todas as opções das 4 empresas aéreas nacionais, e você poderá escolher horário e vôo que melhor atender você. Irá preencher os dados solicitados, realizar o pagamento utilizando o paypal ou transferencia bancária, para que possamos emitir sua passagem aérea com a companhia aérea escolhida. Caso ocorra alteração do preço bilhete entre a compra e a emissão, entraremos em contato para oferecer vôos alternativos, ou pagamento adicional. No caso de não aceite, iremos reembolsar o valor pago.Para vôos internacionais, somente algumas companhias aéreas e vôos é possível fazer a pesquisa pelo site. Para a maioria, é necessário que o cliente envie para onde deseja viajar, período e classe desejada, além da empresa aérea se houver preferencia, para que possamos verificar a disponibilidade e então finalizar a compra da passagem. Assim, caso não ache o vôo que deseje em nosso site, preencha o campo abaixo, que entraremos em contato com você, para verificar as possibilidades de passagens aéreas.

Preencha o cadastro aqui, com as empresas que você possui milhas. No momento, só estamos comprando milhas de companhias estrangeiras (TAP, Lifemiles, Flying Blue, British, American Airlines, Emirates, Etihad, United, Delta, Lufthansa, Alitália, Qantas, LATAM pass), porém no futuro, podemos entrar em contato, caso precisemos de milhas empresas brasileiras.

RECEBA DICAS E NOVIDADES